RESSONÂNCIA TRANSCENDENTAL

19/05/2013 14:35

 

    Enquanto o Grande Criador com mãos habilidosas formavam com arte e beleza este pequeno planeta onde vivemos, os anjos cantavam e se alegravam diante do Eterno (Jó 38:6,7). Será que aí está a razão de eu gostar tanto de ouvir música enquanto estou criando meus quadros? Será que a MÚSICA inspira ou gera os processos criativos?
    Desde quando existe a MÚSICA? Desde quando os seres celestiais cantam? Às vezes me pergunto: “Será que a música faz parte do universo criado ou sempre existiu em Deus? Será que a música já existia antes do tempo, espaço e matéria? Se já, como ela seria? No nosso mundo os sons dependem da matéria para se propagar. Mas será que a música também? Será que ela não é bem maior que tudo isso e apenas empresta o mundo físico para poder inundar todos os universos?
    Confesso que em mim essas são questões que não calam. Mas de uma coisa tenho certeza: Há algo na MÚSICA que nos faz transcender, ultrapassar as barreiras desse universo. Ela nos conduz a dimensões elevadas e imateriais. Ela desperta sentidos em nós que vão além do escutar ou do sentir as emoções. Nos faz imaginar coisas além dessa vida. A MÚSICA é uma linguagem universal sem palavras. Como algo apenas do mundo físico pode comunicar-se com tantos seres diferentes? A ciência já constatou que ela impacta até o mundo animal e vegetal. E a Bíblia mostra que os anjos já a utilizam há tempos. Ela não pode ser apenas desse mundo. Com certeza não é invenção dos homens. Vem de fora, vem do alto. Vem dos tempos antes do Tempo.
    O que me inspirou a escrever isso foi o vídeo de um show realizado em 2006 na Irlanda pelo grupo Celtic Woman. Confesso que transcendi. Fui arrebatado para dimensões muito além dessa comum e terrestre. Não é a primeira vez que isso me acontece. Às vezes ocorre quando estou ouvindo Bach ou outras preciosidades, inclusive modernas. Só sei de uma coisa: Algo me arrebatou para uma dimensão onde parece não haver tempo, nem espaço, nem matéria. Bem, a Bíblia chama isso de Eternidade, ou Terceiro Céu. A ciência chama de realidade metafísica. Mas será que esse fato não aponta para a Fonte Primária da MÚSICA? Sinceramente não conheço nada dessa realidade terrena capaz de fazer isso comigo. Quando trabalhei na capelania do HC-Unicamp tive dois períodos bem distintos. O “antes da música” e o “depois da música”. Por cerca de um ano eu apenas conversava com os pacientes, fazia amizade, segurava nas mãos, chorava junto, jogava algum passa-tempo etc. Mas depois que passei a utilizar a música ao vivo, um universo novo se abriu. Sem nenhuma palavra minha sobre nada, as pessoas começaram a se mostrar sensibilizadas em sua espiritualidade. Parece que algo entrou dentro delas e abriu algum tipo de porta ou janela. O que seria isso? Por que isso aconteceu? Que linguagem é essa capaz de produzir ressonância nas cordas do espírito humano?
    Não sei se você que está lendo isso é muito sensível ou não. Mas se essas palavras não estão lhe fazendo muito sentido, gostaria de lhe sugerir que visse e, especialmente, ouvisse esse Show do grupo Irlandês, Celtic Woman (Link abaixo)
    Boa Viagem!

http://www.youtube.com/watch?v=LveS3tx-6cQ

 

(Caraguatatuba, SP – 19/05/2013)